BEM VINDO A SETE LAGOS

A Sete Lagos Transportes, na condição de revelação no setor de transportes, sente-se honrada em transmitir a seus clientes o perfil de uma empresa inovadora, que  atende a todo o Brasil com carga completa ou fracionada nos Estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Nosso objetivo é otimizar a prestação de serviços ao mercado de transportes, mantendo assim, nosso compromisso de satisfazer totalmente as necessidades de nossos clientes, através de um modelo de gestão diferenciada, com base compromisso e respeito. Leia mais

ULTIMAS NOTÍCIAS

Daimler quer testar caminhão autodirigível ainda este ano

Nova tecnologia está sendo testada para reforçar a segurança rodoviária; veículo pode chegar ao mercado em dois anos

A montadora alemã Daimler está estudando a possibilidade de realizar testes com caminhões semi-autônomos, ou seja, autodirigíveis. O projeto deve sair do papel ainda neste ano, conforme informação do membro do conselho executivo Wolfgang Bernhard.

“Estamos certos que vamos obter aprovação para testes em estradas alemãs nas próximas semanas,” disse ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung.
A nova tecnologia está sendo testada para reforçar a segurança rodoviária. De acordo com o executivo, 97% dos acidentes com caminhões acontecem por erro humano. Ele também afirmou que a tecnologia não vai fazer com que os motoristas sejam dispensados, pois sempre será necessário um ser humano para garantir que falhas técnicas sejam evitadas.

Os testes iniciais desses caminhões deverão acontecer no estado de Baden-Wuerttemberg, enquanto o início da produção deve começar em dois a três anos.

Bernhard afirmou que , a Apple, Google e outras empresas tentam um posicionamento no negócio promissor de carros que não precisam de motorista. “Somos líderes nessa tecnologia e dependemos de nós mesmos”.

Com informações da Reuters

Fonte: http://www.transportabrasil.com.br/

Indústria brasileira de pneus cresce 2%, mas vendas caem 0,6%

De acordo com números divulgados pela Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos), a indústria de pneus encerrou o primeiro semestre com 7,64 milhões de unidades entregues às montadoras, o que resultou em um decréscimo de 18,7% em relação ao mesmo período de 2014.

A redução em toneladas foi de 29,9%, reflexo da queda na venda de veículos de carga. O volume exportado no primeiro semestre foi de 497,7 mil unidades, 25,4% abaixo dos mesmos seis meses de 2014.

Entre janeiro e junho foram vendidas 37 milhões de unidades, resultando em retração de 0,6%. Já o mercado de reposição apresentou saldo positivo na quantidade vendida (10,9%) por causa dos pneus de passeio (16,7%), camionetas (13%) e duas rodas (7,2%). Nos produtos de carga houve queda de 6,2%.

A produção de pneus de janeiro a junho registrou 35,8 milhões de unidades e alta de 2% sobre os mesmos meses do ano passado. No entanto, a menor demanda resultou no inchaço de estoques.

“O setor de pneus havia programado significativos investimentos neste e nos próximos anos para acompanhar o Inovar-Auto, mas o momento difícil da economia e do setor automotivo em particular pode colocar estes planos ‘em suspenso’”, diz o presidente da Anip, Alberto Mayer.

Fonte: Portal Transporta Brasil http://www.transportabrasil.com.br

Relação dos pontos de parada para caminhoneiros será divulgada até setembro

Pesquisadores realizarão levantamento dos locais destinados a motoristas profissionais às margens de BRs

Até o dia 7 de agosto será realizado o levantamento dos pontos de parada destinados aos motoristas que existem às margens de rodovias federais. O objetivo é verificar locais que servem para espera, repouso e descanso dos caminhoneiros e condutores de ônibus, como postos de combustíveis, estações rodoviárias, refeitórios, alojamentos, hotéis, pousadas, entre outros. A relação dos pontos existentes será publicada até o dia 31 de agosto.

O estudo será conduzido por pesquisadores do Ministério dos Transportes e da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Serão analisadas, por exemplo, condições de segurança, sanitárias e de conforto que foram fixadas em portaria publicada pelo Ministério do Trabalho e Emprego no dia 9 de julho.

O texto estabelece, por exemplo, que não podem mais ser utilizados banheiros químicos. Os banheiros têm que ser privativos e com porta. Deve haver um gabinete sanitário, um lavatório e um chuveiro por sexo, com água quente e fria, a cada 20 vagas destinadas a caminhões. As condições de higiene e conservação devem estar adequadas. O prazo para os locais que já existem serem adequados às normas é de um ano.

Por lei, os motoristas profissionais devem ter um período de descanso de 11 horas entre duas jornadas de trabalho, sendo que pelo menos oito horas devem ser consecutivas. Além disso, a cada cinco horas e meia devem dar uma pausa na direção para repousar.

Fonte: Agência CNT de Notícias, com informações da ANTT